sexta-feira, 11 de abril de 2014

Traduzir-se – Kleber Nunes



O espelho mente!
Costuma nos iludir
Uma amostragem artificial do ser
Quem você é?
O que foi?
O que será?
Conhece a ti mesmo?
Sabe do que é capaz?
Convive harmoniosamente com tuas incapacidades?
Arrepende-se do que fez?
Lamenta o que não fez?
Dúvidas...
Incertezas...
Angustia por ser livre e não saber para onde ir
É preciso situar-se no mundo
Mas como!
A tradução do que somos é de difícil interpretação
Há muitas páginas em branco
E precisamos escrevê-las
 
 

Quando dói somos iguais – Kleber Nunes




Quando nos tornamos refém da dor
Quando o medo nos assombra
Quando a morte nos espreita e a sentimos por perto
Não importa quem somos
O que temos
Não importa nossa cor
Nosso credo
O coração aperta
O estomago sofre
E chorar é quase inevitável
Quando perdemos alguém que amamos
Para a vida ou para morte
É comum nos rendermos à tristeza
E mais comum ainda tudo perder o sentido
Quando a decepção se torna constante em nossa vida
E ninguém mais parece merecer nossa confiança
É muito comum nos fecharmos
Sofrermos
Escolhermos o silêncio
Quando a solidão torna nossas noites mais longas e frias
E a única certeza que temos é que a noite seguinte será igual
É muito comum perdemos a esperança
Diante das dores da alma somos todos iguais

Há tantas lições na dor...
 

terça-feira, 8 de abril de 2014

Simplesmente mulher – Kleber Nunes


 
Ardo ao esperá-lo
E a pele arrepiada disfarça a febre que me consome
Vulcão em erupção
Frio na barriga
Desprezo e saudade
Nada conexo...
Sono e vontade de ficar acordada a noite inteira...
É por você que espero
Um posseiro
Que me invada sem pedir
Educado e domador
Macho e sensível
Tarado e fiel
Que me beije ao amanhecer
Que me proteja
Que me ame
Alguém que me possua e me permita possuí-lo
Nobre de dia
Viril de noite
Amoroso e verdadeiro em todos os momentos...

Cadê você?
 

Tua sombra - Kleber Nunes


 
A sombra que te reflete
Desnuda-te
Diz sobre ti
Reflete sim
Um anjo?
Um demônio?
A sombra que te reflete
Às vezes é o que você vê
Às vezes o que imagina ser
Será que é você?
Se a sombra que te reflete não é você
Se é o que imagina ser
Onde está você?
Na imagem refletida do teu ser
Noutra imaginada por você
Onde?
Se a essência não tem sombra
A matéria desaparece
E as emanações mentais são invisíveis
A sombra que te reflete
O que é?
Além de sombra...
 

sábado, 5 de abril de 2014

Vida empoeirada - Kleber Nunes




O móvel foi limpo ontem
A barba foi feita
O lixo recolhido
O que tinha pra dizer foi dito
Todas as tarefas foram cumpridas
E me deram obrigado
Ontem a poeira da sala foi aspirada
Toda sujeira se foi
E hoje tudo estava empoeirado novamente
Ontem as marcas da vida eram visíveis em meu rosto
Era possível enxergar cada amargura acumulada
E hoje ainda estão aqui
Ontem ficou para trás
Um minuto atrás já não nos pertence
Ontem ficou lá
Ontem já não importa
Acabou
Ai daqueles que não aspirarem a poeira novamente
Por que ela retorna
Cobre tudo
E sorrateiramente se instala
Viver é estar em constante movimento
Nem a matéria nem a mente toleram a poeira
Renovar
Renascer
Recomeçar
Lavar a alma
    Todos os dias...
Essa é a lei

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Mal-humorados - Kleber Nunes




Devemos agradecer a todos os mal-humorados que conhecemos
No fundo eles são engraçados
E principalmente nos ensinam muitas lições
Basta ficarmos alguns minutos perto de um mal-humorado
Basta olharmos para eles para entendermos o que não queremos para nossas vidas
O mal-humorado é convicto que seu modelo de mundo é o ideal
Realista
Devemos agradecer a todos os mal-humorados que conhecemos
Eles equilibram o universo
Promovem chuva
Sombras
Lágrimas
Através deles entendemos o quanto é importante exercitarmos ser felizes
Distribuirmos sorrisos
Abrigado mal-humorados
A lição que vocês ensinam é amarga

Mas muito eficaz
 

Amor é luz – Kleber Nunes




Amor não é prêmio
Tampouco consolo
Amor não é material
Racional
Medido
O amor é luz
Quem ama se nutre da luz do amor
Ilumina onde passa
É feliz
Amor não é obrigação
Apenas tesão
Somente paixão
Amor é amor
Quem ama enxerga Deus
E contribui para um mundo melhor
Pobre daquele que desconhece o amor

Por que não há remédio que cure o vazio em seu peito
 

Morrer em vida - Kleber Nunes


 
Morrer em vida
Permitir-se acabar
Encerrar ciclos
Fenecer
Morrer em vida não é apenas necessário
É essencial
Quando abandonamos o ser antigo e cansado
Permitimos que uma nova roupagem nos envolva
Quando assumimos que as coisas mudam e o tempo passa
Uma nova criatura renasce
Remoça em nós
Morrer em vida
Quantas vezes forem necessárias
Sem enterro
Sem velório
Sem lágrimas
Apenas um alento de coragem
Um primeiro passo
E todo fôlego de vida se renova
É preciso despojar-se dos pesos inúteis
De tudo aquilo que não agrega
Não ilumina
Não floresce
Tudo que não representa ânimo e renovação
Morrer em vida

Para continuar vivendo...
 

quinta-feira, 20 de março de 2014

Humanidade - Kleber Nunes


 

Qual o sentido da palavra humanidade?
Conjunto de todos os homens? Sim
Natureza humana? Também
Beneficência
Ato de beneficiar outro
Tendência para o bem
Clemência
Virtude que consiste em perdoar
Doçura, que lindo!
Compaixão
Vontade de ajudar o próximo
Sentimento de simpatia
Piedade para com o sentimento alheio
Condolência
Virtude de quem se compadece com o sofrimento alheio
Meiguice
Particularidade do meigo
Comportamento que expressa afeição
Suavidade
Ternura
Afeto, amizade, fraternidade, piedade e simpatia
Tudo isso é humanidade
Há uma tempestade de maus sentimentos no mundo
Exércitos cegos obedecendo a comandos doentios
Amor sendo substituído por qualquer coisa
Precisamos resistir
A verdadeira liberdade consiste em não dizer sim para tudo...

quinta-feira, 13 de março de 2014

A estrada e a vida - Kleber Nunes




A estrada e nossas escolhas
Onde queremos chegar?
As aventuras e desventuras do caminho
Se nos interessarmos apenas com a chegada
Se o prazer está apenas no destino final
Para que serve o caminho?
A vida e nossas escolhas
Onde queremos chegar?
As aventuras e desventuras do caminho
Se a felicidade estiver apenas no final
No momento auge de cada conquista
Para que serve o caminho?
O caminho não existe
O caminho se constrói
Uma escultura que moldamos
Esculpimos e damos as formas que desejamos
O caminho nos faz dignos
Fortes
Merecedores de cada conquista
Por que não existem saltos na natureza
Existem lições no caminho
Do átomo ao anjo
Muito para aprendermos antes do ponto final
E há ponto final?

terça-feira, 11 de março de 2014

Vicejar – Kleber Nunes




A vida há de vicejar
Não apenas num novo amanhecer
Um novo luar
Uma nova tentativa
Haverá mudanças...
Ânimos renovados
Esperanças resgatadas
Olhos brilhando
Corações acalentados
E felicidade autêntica
Há de vicejar
Acima de todas as descrenças
Toda insanidade
Toda injustiça
Todo governo
Toda primitividade que reside em nós
A vida há de vicejar
Da mesma forma que é impossível impedirmos que a luz do sol se expanda para todos os lados
E a luz da lua ilumine a noite
Também é impossível impedirmos que o amor se estabeleça na terra
Apesar de tudo...