sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Cataclismo – Kleber Nunes





Por amor ou piedade
Seja o que for...
Afaste-se de mim
Já causaste o cataclismo que desejava

Por desespero ou descaso
O que lhe convir...
Apague-me da sua história
Já iludiste teu ego

Sinto-me salvo
Resgatado da miséria que impusesse a minh´alma
E não restou mágoa
Nem dor
Nem lembranças
Nem saudade
Não restou nada...


sábado, 26 de novembro de 2016

E se... - Kleber Nunes





Uma rua que entro
Um olhar não correspondido
Uma casa que vendo
Um pedido atendido

Um caminho evitado
Um olhar correspondido
Um imóvel comprado
Um e-mail esquecido

Uma vela que apago
Uma verdade que omito
Uma prece que falo
Um desejo que resisto

Os caminhos preteridos não nos pertencem
Plasmamos e vivenciamos nossas escolhas
E como diz o poeta
O resto é sombra de árvores alheias 




sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Os equívocos das certezas – Kleber Nunes





O sintoma de quem perdeu a esperança é ter certeza de tudo
Parece a forma mais simples de reduzir as possibilidades
As certezas simplificam as coisas
A morte é uma delas

Outro sintoma de quem perdeu a esperança é procurar culpados
Parece a forma mais simples de isentar-se da vida
Os bons resultados são atribuídos a Deus
Quanto aos maus!

O remédio é a dúvida
Que amplia as possibilidades
Que permite a transcendência
Que dá outra roupagem para a morte

Ao invés de culpados, o perdão
Ao invés da covardia, o peito aberto
Deus e o mau, talvez
E você?